• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Casamento - Adriane Dias

Tomei coragem pra voltar com o blog por aqui, e trazendo uma história muito legal e cheia de detalhes surpreendentes sobre a noiva da vez, Adriane. <3 Há um ano antes do seu casamento, a Adriane, como toda noiva bem ansiosa, já estava correndo atrás de todos os preparativos pro seu dia e também atrás de grande parte dos fornecedores. A Dri me encontrou pelo Instagram e me mandou um pedido de orçamento no mesmo dia, e fechamos logo em seguida. O casamento foi no espaço Nosso Celeiro, em Guapimirim - RJ, um lugar bem gostoso de fazer um casamento ao ar livre e perto da natureza e montanhas. A data do casamento foi dia 30/04/2017, e uns três meses antes eu estava no RJ a trabalho e a Adriane ia gravar o filme de pré-wedding naquela semana que eu também estava lá, então foi uma oportunidade que encontramos de nos conhecer pessoalmente, e também de produzi-lá pro vídeo. Logo de cara já sabia que ela não seria uma noiva convencional, com opções dentro dentro de algum padrão ou algo assim. Quando o casamento acontece à distância, a gente faz o teste de maquiagem e cabelo geralmente quando eu chego pro casamento, que normalmente é um ou dois dias antes da data. Até a data do casamento da Dri, eu fui ao Rio umas duas vezes, mas em nenhuma delas conseguimos adiantar o teste, já que eu estava lá. Tudo bem, então deixamos pro dia que eu chegasse mesmo. O tempo passou bem rápido e tudo já estava pronto, passagens compradas e tudo mais. A gente sempre conta com um leve imprevisto, mas não tínhamos ideia que bem naquela data do vôo que sairia de Guarulhos, iam rolar altos protestos e greves das companhias aéreas e que também bloqueariam as ruas de SP. Eu moro em Campinas, mas meu voo sairia de Guarulhos e simplesmente era muito perigoso chegar ate lá, se chegasse, e correr o risco da companhia aérea não realizar o vôo. Ok, e agora? Bom, agora é pensar em solução, porque o problema já temos. A Adriane foi sempre muito calma, serena e mesmo estando em pânico com a possibilidade de não ter alguém pra produzi-la, ela continuou com sua paz interior e comprou novas passagens saindo de Campinas, já que a companhia aérea estava reembolsando e remarcando os vôos, amém! hahah Vencemos? hum, ainda não hahah. Meu novo vôo chegaria no fim da tarde, mas como o destino não tava facilitando pra ninguém, o avião teve um problema antes de decolar e atrasou o vôo. Cheguei no Rio já era de noite e a Dri me mandou uma mensagem dizendo que não teríamos como fazer o teste porque ficou muito ocupada com os preparativos e morava bem longe de onde eu ficaria também. Eu nunca deixei de fazer teste em noiva nenhuma, e estava disposta a fazer nem que fosse de madrugada hahah. Mas novamente fui surpreendida pela auto confiança e pelo respeito que a Dri sempre teve com meu trabalho. Ela na verdade não estava nem aí se não tivéssemos teste, ou se não teríamos tempo de escolher detalhes do cabelo, cores de sombra e todas as coisas que são decididas no teste. Eu gosto de fazer teste antes e acho super importante também pra tomar decisões que não podem ser tomadas de última hora em um momento tão cheio de energia e outras preocupações. A real, é que foi muito além de não ter tempo pra fazer, foi uma posição de alguém que me chamou por acreditar no que eu faço, sem se preocupar com isso. A Dri desde o início se mostrou uma pessoa que quis e escolheu a dedo todos os fornecedores que estavam lá pra tornar esse dia real, então ela entregou cada um à sua função sem colocar o dedo em nada e respeitando o que todos sabiam fazer de melhor. Muitas vezes com a loucura que é organizar um casamento, é normal ficar nervosa e ansiosa tanto antes como no dia, e cada uma reage de um jeito a isso. Mas insegurança é um caminho sem volta, uma vez que se sente insegura com algum fornecedor, é legal repensar se o trabalho daquela pessoa se encaixa mesmo no que de fato se quer. Existem muitas e muitas pessoas por aí fazendo trabalhos lindíssimos e um diferente do outro, e com certeza algum sempre se encaixa em algum desejo. Muito bem, chegou o dia do casamento, e o que a gente já sabia era que o cabelo seria solto, com ondas e uma coroa de folhas. A partir disso, fui muito atenta a todas as cores de decoração, acessórios, buquê e tudo que fazia parte do casamento. Pergunta se a noiva estava nervosa? nem um pouco hahah, pasmem todos, ela sentou na cadeira, fechou os olhos e partir daí eu estava livre pra criar o que fosse a melhor opção para aquele grande momento. Claro que eu não deixei pra ver tudo na hora, até porque seria um risco. Eu já sabia de vários detalhes antes que me ajudaram a chegar em ideias bem próximas do que a Dri sempre gostou, inclusive do meu trabalho também. E assim foi, tudo correu no tempo exato como combinado, aproveitamos todos os momentos durante a produção e foi alem de tudo, super divertido. Quando eu terminei, ela se olhou no espelho e eu não podia ver reação mais bonita do que a que vi. A cara de choro não foi nem de longe uma coisa ruim, mas sim um sentimento completamente exposto, sem disfarce, sem máscara e com muita gratidão. Ela era ela mesma, apenas com um realce a mais na beleza que ja existia. Tudo pronto, enxugou as lágrimas de alegria e foi casar. E eu? Eu vim aqui deixar essa história bem linda pra você se inspirar e babar no vídeo e nas fotos desse dia incrivel. Enjoy! Filme por www.vivacefilmes.com Foto por www.thekreulichs.com